Cabos Submarinos: Conexão com o mundo

Você já se perguntou como ocorre a transmissão de dados entre o mundo? A internet é uma rede mundial hoje justamente por causa dos cabos submarinos, que fazem parte de uma rede de cabos de fibra óptica. Eles permitem que as informações sejam transmitidas entre cidades, países e até mesmo continentes.Mas afinal, até que ponto essas ligações no fundo do mar podem, de fato, melhorar a qualidade da conexão que utilizamos diariamente? 

MAIS VELOCIDADE

Os backbones são cabos responsáveis por garantir o acesso à internet dentro das empresas, residências, shoppings e em tantos outros ambientes. O termo, traduzido para “espinha dorsal”, é utilizado para identificar a principal rede em que passam os dados de todos os usuários, e é também responsável por transmiti-los mundialmente. Atualmente, além de cruzar e conectar vários países, os backbones interligam seis continentes, atravessando, portanto, os mares de todo o planeta, permitindo que haja uma eficiente troca de informações entre os países mais distantes. Hoje existem aproximadamente 190 cabos submarinos em operação, ou em construção, no fundo dos oceanos.Os backbones possuem uma surpreendente capacidade de troca de dados, compondo 99% das conexões do planeta, com milhares de quilômetros de fibra óptica. Somente 1% da cobertura de internet é composta por satélites, que apresentam uma conectividade muito mais lenta e funcionam em segundo plano. Os cabos são responsáveis por gerar essa conectividade entre o mundo, alcançando uma velocidade de transferência de até 3.840 gigabits por segundo. Cada cabo pode levar até 16 fios de fibra óptica, e podem oferecer, em seu total, uma velocidade máxima de até 60 terabits por segundo.Ao optar pelo uso de cabos de fibra óptica, as informações são transmitidas com muito mais velocidade, chegando a cerca de um milhão de megabits, que é a velocidade usada nas conexões residenciais. No entanto, infelizmente isso não significa que internet ficará mais rápida nas conexões domésticas, nem que a velocidade de download aumentará, por exemplo, à medida que mais cabos submarinos sejam instalados pelo oceano. De qualquer forma, essas ligações passarão a ser importantes para que as operadoras tenham a possibilidade de oferecer novos planos de serviço de banda larga para seus usuários.Ainda que não represente uma melhora considerável para os consumidores, novas pesquisas apontam que o conteúdo em vídeo será responsável por mais de 70% do tráfego da internet no mundo. Por isso, a atualização dos cabos e as novas instalações são importantes para permitir que seja possível manter uma boa conexão para os usuários como um todo. 

COMO FUNCIONAM OS CABOS SUBMARINOS?

Os primeiros cabos inseridos no oceano na década de 1850, para o tráfego de telegrafia. Posteriormente, começaram a ser utilizados para a telefonia e, em seguida, para a transmissão de dados. Atualmente, os cabos utilizam a tecnologia de fibra óptica, pesam aproximadamente 10 quilogramas por metro e fazem ligação com seis continentes. O único continente que não possui uma ligação é a Antártica.Para manter essa conexão com o mundo, é necessário realizar uma análise e planejamento para formular a melhor rota de instalação dos cabos submarinos. São feitas diversas avaliações dos locais para encontrar o caminho mais plano, sem riscos de terremotos ou qualquer outro tipo de interferência negativa para a transmissão de dados. Após a escolha das rotas, os cabos são lançados no oceano, por meio do auxílio de um navio que realizará o lançamento dos cabos. Em seguida um robô submarino realiza a instalação no fundo do mar.Os cabos submersos estão espalhados por toda a parte, somando mais de 360 cabos que ligam vários países, cidades e continentes. Este tipo de ligação não correm o risco de pegar fortes chuvas que afetam o sinal de comunicação e percorrem uma menor distância para transmitir os dados, diferentemente do satélite. A velocidade da fibra óptica pode ser até mil vezes maior do que a comunicação feita por satélite, chegando quatro terabits por segundo. 
!function(f,b,e,v,n,t,s) {if(f.fbq)return;n=f.fbq=function(){n.callMethod? n.callMethod.apply(n,arguments):n.queue.push(arguments)}; if(!f._fbq)f._fbq=n;n.push=n;n.loaded=!0;n.version='2.0'; n.queue=[];t=b.createElement(e);t.async=!0; t.src=v;s=b.getElementsByTagName(e)[0]; s.parentNode.insertBefore(t,s)}(window,document,'script', 'https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js'); fbq('init', '1360947493980604'); fbq('track', 'ViewContent');
WhatsApp Fale conosco Agora!